Close

30 de janeiro de 2019

Retratinhos 3×4

O vendedor

O homem vende armas de todos os tipos e modelos. Passa o dia revisando e engraxando uma a uma. Desde que leu a notícia sobre o assassinato que um de seus compradores cometeu, executa essa tarefa com afinco crescente. Ficou envergonhado ao saber que seu cliente teve que disparar todas as balas do tambor porque a pistola travou três vezes.

 

No espelho

Ei, psiu, não o nomeiem, não o apontem com o dedo, não lhe deem forma nem aspecto nem textura. Finjam que ele não existe. Que não o conhecem. Que não pode abrir a porta e entrar, nem olhar pela janela, nem cheirar a comida posta na mesa de jantar. Que não saiba onde está, que não perceba, nunca, que é em sua própria casa que ele entrou. Que não saiba nosso nome nem aprenda a pronunciá-lo. Que não arraste o horror atrás de si. Deixem-no quieto e no escuro, apartado de todos. Que não tenha nosso rosto, nosso corpo e não veja, no espelho, nossa horrenda gargalhada.

 

O que existe entre nós

O pai chegou da rua nervoso e de mau humor. Ordenou que todos calassem a boca e fizessem silêncio, estava irritado demais, não queria ouvir a voz de ninguém. O garoto se trancou no quarto e começou a ouvir música. O ruído enfureceu ainda mais o pai, que abriu a porta com violência:

— Você não sabe o que é silêncio?

— Claro que sei. É o que existe entre você e eu.

 




Tags:, , , ,
               
              
            
                

Deixe um comentário