Close

29 de outubro de 2017

A sombra da outra

Marinalva a viu no supermercado, e ela empurrava com delicadeza um carrinho já quase cheio dos elementos que formam sua vida atual. Observou-lhe o porte, o andar vagaroso, o olhar para a frente, calculou o preço da blusa, dos sapatos e da bolsa. Concluiu que a outra estava bem de dinheiro e também mais magra. Reprimiu um muxoxo de desdém. Decidiu segui-la, cuidando para não ser notada. Queria descobrir as marcas ou as cicatrizes que o abandono tinha deixado nela. Porque tinha que haver marcas, tinha que ter cicatrizes. Se na vida dela, Marinalva, houve transformação, na da outra haveria de ter. Ninguém passa impunemente por uma experiência dessas.

Viu quando a outra parou para degustar novas marcas de queijo. Um, dois, três bocados, cada um seguido de hum, que delícia! Decidiu pela marca número dois, feito com leite de cabra. Marinalva comprou um pedaço do mesmo tipo.

Na gôndola dos materiais de limpeza, Marinalva notou como ela pesquisava o preço antes de decidir, alheia aos apelos publicitários. Bem diferente dela, que se deixava seduzir pelo sorriso do ator que anunciava o produto no cartaz.

Na seção dos laticínios, observou que ela pegou duas caixas de leite sem lactose. Era, certamente, lembrança de um passado recente que, Marinalva intuía, ainda pulsava e doía naquele coração. Olhou para o próprio carrinho: duas caixas de leite de vaca. Substituiu, num impulso, por duas caixas de leite sem lactose; sua vida atual a obrigava a isso. Suspirou.

Já em casa, Marinalva encontrou o sorriso de Alex, como todos os dias há quase um ano. Enquanto guardava as compras, comentou de maneira distraída com o marido: Hoje vi sua ex-mulher no supermercado. Continua comprando leite sem lactose, o seu preferido…

 




Tags:, , ,

29 de outubro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos ex-mulher, outra, sombra, supermercado

               
              
            
                

Deixe um comentário