Close

à deriva

Um homem à deriva

Ninguém decide por mim, nem mesmo a natureza: sempre amanhece quando quero e onde quero. Ontem foi na sarjeta do cine República, no centro da cidade. Não fiz caso do barulho dos carros e das pessoas ao redor logo de manhã: ainda não era hora do meu amanhecer. Hoje amanheci na casa de meu amigo […]

24 de março de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos à deriva, homem, janela

Ler Mais