Close

Aristóteles

Filosofia no distrito policial

Diógenes abriu a porta da delegacia e entrou solenemente, tal qual se entra numa igreja. Parou na frente da mesa do delegado, ajeitou o paletó surrado, arrumou o cabelo com cuspe e disse, com a voz enrolada cheirando a tabaco e a cachaça: – Estou aqui para me entregar porque acabo de assassinar um homem. […]

Ler Mais