Close

dedos

O “v” de vitória

Debruçado na janela minúscula do meu apartamento eu via os dois morros. Lado a lado, recortados contra o azul, majestosos, pareciam dois dedos crescidos na direção do céu. Eu os chamava de “v” de vitória. Muitas vezes, pela manhã, xícara de café na mão, eu gastava meus olhos e muitos minutos observando as duas elevações […]

Ler Mais

Sentidos

Dalva cobre os olhos com um lenço negro de seda e tudo ao redor recupera o cheiro, a forma e a textura. Ela passeia por sua casa guiada pelas mãos e acaricia os objetos que seus dedos encontram. O eco do barulho da rua ainda está presente em sua cabeça e ouvidos. Sente com o […]

Ler Mais

Bernardo

  Entre risinhos de satisfação, os olhos brilhando, Carolina guiava os dedos de Bernardo e explicava com carinho como ele tinha que fazer. “Aqui, ó, faz assim, bem devagar.”. Ele fazia cada movimento com cuidado, prestando muita atenção. Ficava feliz com a alegria dela. Esse ritual acontecia todas as tardes, na sala ensolarada do casarão. […]

Ler Mais