Close

emprego

O aplaudidor

Terminada a greve, Ataíde foi demitido e, meses de desemprego e penúria depois, aceitou a única ocupação que lhe ofereceram: aplaudidor. Período integral, alguns benefícios, salário que dava pro gasto e a empresa ainda bancava o transporte até o local do trabalho. O ofício era bem simples: aplaudir, com pequenas variações como gargalhar, levantar-se, sentar-se, […]

Ler Mais

A alternativa

É uma cena que há tempos se repete, desde o dia em que meu pai anunciou que tinha perdido o emprego e minha mãe o abraçou dizendo Nós havemos de encontrar uma alternativa — toda sexta-feira, no meio da tarde, o homem de chapéu, terno e gravata toca a campainha e eu abro a porta. […]

Ler Mais

Esses dias tão iguais

Não acontece nada Naquele banco de praça estão sentados um pai e seu filho. É uma manhã ensolarada de quinta-feira e os dois deveriam estar trabalhando. Mas não estão. Sentados ali há várias horas, de cabeça baixa, não conversam. O pai se chama Francisco e tem cinquenta e três anos. Trabalha desde os catorze. O […]

23 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos dias, emprego, pai e filho

Ler Mais