Close

mínimos

Contos Mínimos # 721 a 730

721. O novo aluno era o único branco do colégio. E então chegou a hora do recreio, quando a criançada forma as equipes para brincar e jogar futebol. 722. “Escrevo cartas de amor em vários idiomas. Êxito garantido” — assim dizia o anúncio do jornal, que apresentava em seguida o número de telefone. Liguei por […]

1 de junho de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 671 a 680

671. O amor é cego. Abram alas, deixem-no passar. 672. A mãe lhe daria uma laranja se a menina se comportasse e fizesse o que ela tinha pedido. A garota, com esforço sorridente, se comportou e fez o que a mãe lhe pedira. Então a mulher, gargalhada imunda nos olhos e nos dentes, comeu a […]

8 de fevereiro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 651 a 660

651. Seu pai saiu para comprar cigarros e não voltou mais. Seu marido saiu para comprar cigarros e não voltou mais. Seu filho saiu para comprar cigarros; quando voltou, quem não estava mais era sua mãe. 652. “Ei, ei, espere aí, aonde vai a minha princesinha?”, disse aquela voz familiar que, saindo da penumbra, tentava […]

15 de dezembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 601 a 610

601. Mãe e filho no shopping center: — Quero um sorvete, pediu o garoto, e a mãe comprou. — Quero aquele carrinho azul, e a mãe comprou. — Quero esse jogo pro meu computador, e a mãe comprou. — Agora quero que me compre um beijo, disse o menino, ao contemplar a foto de uma […]

25 de agosto de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 551 a 560

551. A cada vez que termina um poema, o poeta dobra o papel em forma de passarinho e o lança pela janela. Quase todos terminam no chão, amassados, pisoteados, cheios de poeira. Só alguns — aqueles que têm autêntica poesia — conseguem agitar as asas e alçar voo, sumindo no horizonte. Nenhum deles regressa. 552. […]

7 de junho de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 541 a 550

541. O pior de não se lembrar de nada é não reconhecer ninguém. E assim vamos pela vida, completamente sozinhos, gravitando entre pessoas de quem não sabemos o nome nem a cor da voz. Não sabemos também se a mão que se levanta na frente do nosso rosto vai nos acariciar ou nos dar uma […]

20 de maio de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 521 a 530

521. Chegou ao local do encontro atrasado, ofegante, banhado em suor, mas com o buquê de rosas intacto. Encontrou a noiva esperando na esquina. Respirou fundo, sorriu seu melhor sorriso e entregou as flores a ela, dizendo: Eu também te odeio, querida! 522. Nunca deixou de se sentir feliz, nem quando tinha que utilizar as […]

25 de abril de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 511 a 520

511. O cavalo, desorientado, desembestou pela estrada e derrubou o cavaleiro. O homem quebrou uma perna e gritou por socorro. O animal, certo de que fazia um ato de piedade, deu-lhe o coice de misericórdia na nuca. 512. Newton gastou muitos e muitos anos de sua vida estudando e desenvolvendo os detalhes da Lei da […]

5 de abril de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 501 a 510

501. Fomos convocados, em caráter de urgência, para uma reunião na empresa. Os altos executivos queriam nos colocar a par das novas técnicas de vendas que deveremos adotar daqui por diante. Eles salientaram as vantagens do vodu sobre as metodologias tradicionais. Cada um de nós deveria escolher e levar para a empresa um bonequinho e […]

14 de março de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 491 a 500

491. As andorinhas engendram e sonham e tecem primaveras e verões porque essa é a sua sina. É para isso que foram criadas. Elas trabalham no inverno, quando ninguém pensa em sua existência. 492. O ônibus saiu de seu trajeto habitual e avançou por outras ruas e avenidas. Um velhinho, sentado no banco da frente, […]

29 de fevereiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 481 a 490

481. A primeira coisa que uma pessoa deve fazer assim que se levanta da cama e abre a janela é envergonhar-se de si mesma. 482. Nós, as pessoas sensatas e de bem, temos a capacidade de escolher e também o direito de, às vezes, nos equivocar. Eu escolhi me sentar no sofá; você, na poltrona […]

15 de fevereiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 471 a 480

471. Farto de ver tanta realidade à sua volta, ele se sentou na poltrona para assistir ao Jornal Nacional. 472. O homem se prepara para dormir. Já na cama, não consegue pegar no sono. Vira para os lados, se enrola nos lençóis, tenta contar carneirinhos. Nada. Acende a luz, senta-se na cama e acende um […]

28 de janeiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 461 a 470

461. – Sinto muito, senhor, mas estamos sem lágrimas no momento. – Puxa, que pena! Procurou bem? – Por toda a loja, senhor. Nosso estoque acabou, tivemos muita procura nos últimos dias. Mas, caso necessite, ainda temos grande quantidade de mágoas, gargalhadas e ressentimentos. Também temos… – Não, obrigado. Eu preciso mesmo de lágrimas. – […]

15 de janeiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 421 a 430

421. Era uma vez Valderez. Valderez queria ter um filho. O tempo passava e ela, cada vez mais angustiada, não conseguia realizar seu desejo. Quando completou quarenta anos, farta de esperar, foi à floresta que havia em sua cidade e procurou pela melhor feiticeira que lá havia. Valderez mostrou sua aflição e pediu conselhos: O […]

16 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 411 a 420

411. Eu já cortei uma árvore e queimei um livro. Sabe o que está faltando, filho meu? 412. Eu a vi hoje pela manhã. Era ela! Dividimos o mesmo metrô. Senti sua respiração bem próxima de mim. Não a perdi de vista enquanto se movimentava pelo vagão, mas ela pareceu não notar minha presença. Eu […]

2 de novembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 401 a 410

401. Tenho um punhal cravado no coração. Se o tirar, morro, por isso prefiro continuar com ele. Não me incomoda e já estou acostumado. É reconfortante saber que, quando me cansar desta vida, só tenho que arrancá-lo do peito. 402. Cansada de ver o galo seduzindo todas as suas amigas, a galinha dos ovos de […]

29 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 381 a 390

381. Ser… não ser… Sei lá! Foda-se! Pra mim dá no mesmo. 382. Vai escutando, comadre: ela se divorciou e ficou pobre, tão pobre que ninguém apareceu na festa de aniversário, nem família nem amigos. O bom de tudo é que ela deu um jeito de ir para Paris, e lá conheceu um empresário muito, […]

29 de setembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 371 a 380

371. – Amanhã eu pago essas madeiras todas, disse Noé ao lenhador, seu vizinho. 372. Aproximou suas mãos daquelas mãos, seu rosto daquele rosto, sua boca daquela boca. Não era amor. Era um espelho. 373. Isso nunca aconteceu desde que nos casamos. Pela primeira vez em muitos anos acordei antes de minha esposa e, quando […]

10 de setembro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 351 a 360

351. Com habilidade e paciência, criou o clone perfeito de si mesmo. Não apenas era idêntico a ele, como também pensava como ele, tinha os mesmos sonhos, medos e ambições. “E pensar que eu só usei barro e dei um sopro…”, disse, e se deitou para descansar. 352. Depois de vinte anos de matrimônio, e […]

17 de agosto de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 341 a 350

341. A moça estava em dúvida sobre o que fazer: se adotava um filho ou um cachorro. No fim, resolveu adotar uma postura. 342. Ele estava entediado em casa sem fazer nada. Decidiu criar uma máquina do tempo. Pensou em se distrair visitando outros períodos da humanidade. Foi ao passado e viu o que tinha […]

31 de julho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 331 a 340

331. Aqui, nesta escuridão de breu, atrevo-me a escrever as palavras que me envergonham, pois sei que ninguém poderá lê-las. 332. A árvore caiu no meio do bosque e, como imaginou que ninguém tivesse ouvido, atualizou seu status no Facebook para que todos soubessem. 333. Vinte anos juntos, e já era tempo demasiado. Ainda mais […]

17 de julho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 311 a 320

311. Onze meninos corriam descalços pelo terreno baldio da favela, brincando. Vistos do helicóptero pelos policiais armados com metralhadoras, pareciam traficantes fugindo. 312. – Ei, vovozinha, passa pra cá tudo o que você tem aí na mão – disse o assaltante. – Ai, meu filho, que bom que alguém resolveu me ajudar! Pegue aqui as […]

15 de junho de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 301 a 310

301. Quando o robô perguntou com sua voz metálica “por quê?”, os homens do serviço de manutenção imediatamente o empacotaram e puseram nele a etiqueta: “Para reciclar. Urgente”. 302. Dei ao velho umas moedas que tinha no bolso, para que pudesse tomar um prato de sopa quente. Seu olhar, entretanto, mostrava que sua fome não […]

24 de maio de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 291 a 300

291. Celeste enveredou pela rua que dava na Porta do Triunfo. Hoje anda com o nariz empinado. Reginaldo, com passo firme, cruzou a Praça do Desengano – e se arrependeu amargamente. Maria foi na direção da igreja, primeira à direita. Tornou-se repositório de preconceitos e maledicências. Henrique, ávido por conhecer o mundo, não foi capaz […]

4 de maio de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 281 a 290

281. Ouvi dizer que existe uma vida melhor, mas é mais cara. 282. Os médicos não têm dúvida de que se trata de uma nova doença. Na verdade, uma epidemia. É como um vírus: está em toda parte, contagia adultos e crianças e não se vê. Por causa dele, e ainda que a primavera não […]

17 de abril de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 271 a 280

271. E todos os povos do planeta, para comemorar a chegada do quarto milênio da nova era, se ajoelharam e deram graças ao deus Google Todo-Poderoso, o criador supremo de todas as maravilhas. 272. De acordo com o que se vê e se ouve por aí, um imbecil é um imbecil que não tem dinheiro. […]

8 de abril de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais

Contos Mínimos # 261 a 270

261. Feitos os cálculos, no final das contas concluíram que foram 0,0000001% felizes para sempre, já descontados todos os impostos. 262. Assim que se viram, compreenderam que nasceram um contra o outro. Hoje formam um casal exemplar. 263. – Eu não estou com fome. – Então não coma. – E se eu nunca mais tiver […]

25 de março de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos Minímos contos, mínimos

Ler Mais