Close

mundo

A força bruta e a delicadeza

No dia em que Deus decidiu acabar com a Criação, Tereza decidiu limpar sua casa. Ele convocou raios e poderes, conclamou potestades, utilizou as bombas nucleares e atômicas disponíveis, destravou a cadeia dos explosivos impossíveis, estimulou a fúria de terremotos e tornados. Ela se paramentou de lenço nos cabelos e avental, preparou água morna com […]

Ler Mais

Como sempre foi

Quando fecho os olhos, o mundo desaparece. Quando os abro, o mundo corre a se recompor no mesmo instante. Às vezes, durante o período infinitesimal dessa transição — e isso é apenas uma percepção — acredito surpreendê-lo ultimando sua tarefa de recomposição: percebo o contorno esfumaçado das coisas ao meu redor, alguns ruídos, uma chispa, […]

Ler Mais

Buracos negros

No dia em que os cientistas descobriram o primeiro buraco negro do universo, comprovaram a existência de água em seu interior. Isso fazia supor a possibilidade de vida — tal suposição transformou-se rapidamente em certeza. A civilização que encontraram lá mostrou-se surpreendentemente parecida à nossa. Não apenas se organizavam em diferentes países, cidades e comunidades, […]

Ler Mais

Ponta-cabeça

Estávamos a poucos quarteirões de minha casa quando o taxista foi avisado por um colega de que havia, logo adiante, uma blitz da lei seca. Como era impossível dar a volta e escapar da fiscalização, o motorista achou por bem me advertir de que tinha tomado cerveja com uns amigos para comemorar o aniversário de […]

26 de maio de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos mundo, ponta-cabeça

Ler Mais

Insônia

Uma garotinha ligou para um programa noturno de rádio. Respondendo às perguntas do locutor, disse que tinha oito anos, chamava-se Verinha, estava passando as férias na praia com seus pais e que falava do telefone que havia no corredor da casa. O papai e a mamãe estavam dormindo. Contou que se levantou para beber água […]

Ler Mais

Memórias de aquarela

Eu subia na ponta dos pés, esticava o braço e arrancava uma maçã. Depois me sentava no chão e apoiava as costas no tronco da macieira. Enfiava os dentes na fruta enquanto as vacas, mais adiante, olhavam como estátuas o horizonte de montanhas e nuvens baixas. Nada acontecia nesse cenário parado, o ar não se […]

19 de janeiro de 2017 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética aquarela, mundo, vida

Ler Mais

A roda

E o juiz se ocupa em julgar, o administrador, em administrar, o médico, em curar, o engenheiro, em construir, o cantor, em cantar, o professor, em ensinar, o pescador, em pescar, enquanto os andarilhos, os desempregados, as prostitutas, os vagabundos, os gigolôs, os fazem-tudo, os boias-frias, os ambulantes, os agiotas, os bêbados, os carregadores de […]

29 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética girando, mundo, roda

Ler Mais

Prova de resistência

É admirável que tenhamos chegado até aqui. Durante séculos fizemos o impossível para provocar e aumentar o calor. Jogamos na atmosfera, diariamente, milhões de toneladas de monóxido de carbono, cloro, enxofre e substâncias sulfurosas. Como ele ainda resistisse, derrubamos florestas inteiras e envenenamos o solo, para que não houvesse a menor chance de elas se […]

2 de novembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética mundo, resistência

Ler Mais

Ninguém reparou

Ladeira abaixo, sem mãos que a guiem, vai a bicicleta. Na praça, no meio da multidão que vocifera, uma pomba cisca pelo chão e se alimenta das porcarias que encontra. Do meio da torcida uniformizada, ensandecida e com sangue nos olhos — seu time acabou de perder o campeonato — sai um policial à paisana, […]

Ler Mais

Com a cabeça e o coração nos livros

Tive um avô que declamava poemas de amor para as estátuas do parque, um tio que lia sem parar e um pai que rabiscava trechos de Drummond nas paredes de casa. Eu cresci no meio de livros, versos e literatura. Minha mãe, mais prática, só enxergava as entrelinhas e sabia muito bem como as histórias […]

Ler Mais

A mão de Deus

— E então Deus não é grande?, João Lira perguntava sempre, e ele mesmo respondia: É maravilhoso! Aos domingos, para ver a tarde morrer, a família se juntava no lado de fora do casebre e conversava. João Lira era o que mais falava, os outros ouviam e concordavam com a cabeça. — Quando nós trabalhava […]

Ler Mais

O mundo fala

Ei, você, apure os ouvidos e escute o que o mundo repete o dia inteiro:   A vida é breve!   Você nada tem em comum com as plantas, que geram novos ramos logo depois de podadas.    

16 de janeiro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Poesia breve, mundo, plantas, vida

Ler Mais

Instruções para entender o mundo

Possuir um amigo em Israel e outro na Palestina, um primo na Venezuela e um tio na China. Morar no Brasil e sonhar com a Suíça. Cantar uma canção em inglês, comer sushi com macarrão e pão francês.   Comprar um globo terrestre, desses que se usam nas escolas, e olhar muito para ele enquanto […]

14 de janeiro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Poesia entender, globo, mundo

Ler Mais

A dor do mundo

Num lugar muito longe daqui, e num tempo que não é este, havia um mago. Ele construiu uma caixa de finíssimo cristal, delicado e raro, e ali colocou todo o pranto do universo. Durante muitos anos ele viajou pelos mundos conhecidos recolhendo as lágrimas que caíam dos olhos de todos os seres vivos. Fez uma […]

23 de setembro de 2014 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Prosa Poética dor, mundo

Ler Mais

Manual de instruções

Devia existir um manual de instruções para que entendêssemos melhor as coisas deste mundo. Assim: nós devíamos nascer e, depois da palmada na bunda, ganhar um manual para estudar ao longo da vida. Nesse manual encontraríamos explicações detalhadas sobre como analisar os estupros, como entender os assassinatos ou a que conclusões chegar sobre o comportamento […]

Ler Mais