Close

riso

O doce Augusto

Nasceu palhaço, um grande palhaço, mas não percebeu, e ninguém lhe disse. E então passou os anos fingindo uma seriedade que não tinha. Jamais prosperou: não foi capaz de cuspir nem dar pontapé no traseiro dos outros ou fingir que gostava de criança, pois gostava de verdade. Era mesmo um palhaço, só que não sabia […]

8 de setembro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos humor, palhaço, riso, seriedade

Ler Mais

Gloriosas

Tem vestido de tafetá? Tem, em degradê, com colar de pérolas e brincos combinando. Sapatos de saltinho, que é para os pés não ficarem tão grudados no chão e poderem voar com mais desenvoltura. E como voavam! E tome rumba, samba, tango, bolero e samba-canção. Para o samba-exaltação era necessário usar muito os braços e […]

Ler Mais