Close

ruínas

Não ser não dói

Este poeta não falou sobre os mistérios do futuro, este poeta não cantou o espetáculo da natureza nem cantou o amor.   Este poeta falou das catástrofes e suas dores, este poeta procurou ser justo, este poeta denunciou ruínas, mas mostrou-se incapaz de reconstruí-las.   Este poeta não se disse visionário, este poeta foi mais […]

Ler Mais

Os refugos

Tenho uma casa cheia de móveis comprados em diversas lojas de refugos. Não me custaram muito dinheiro, mas são meus, adaptaram-se aos cantos onde os meti e agora não enxergo a casa sem eles. São madeira velha, e contam histórias que gosto de ouvir quando estou sozinho. Vejo as digitais dos antigos donos, tento imaginar […]

Ler Mais

Ai ki dô, 5

1. Nossa vida está escrita com tinta: e logo vai chover.   2. Todas as ruínas são sagradas. Um dia alguém as chamou de lar.   3. Todos os horrores têm a mesma origem: os aplausos.   4. O horizonte. Nem o vento tem força para tirá-lo do lugar.   5. Diante da folha em […]

8 de outubro de 2019 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Poesia aplauso, horizonte, plágio, ruínas, tinta

Ler Mais