Close

5 de julho de 2019

Tatiana está sangrando

Tatiana saiu correndo da escola perto do meio-dia, ela tinha ainda que almoçar antes de se encontrar com a Ju. Estava atrasada, e isso a fazia suar mais. Passou no meio dos meninos a tempo de escutar A gorda tá com pressa? Olhou para a frente e correu mais. Não dava tempo de chorar. Corre mesmo, gorda, pra ver se perde meia tonelada, ela ouviu antes de cruzar o portão e ganhar a calçada. Subiu no ônibus e procurou um assento no fundo. Olhou pela janela e aí, sim, chorou um pouquinho. Decidiu não ir na Ju, depois ligaria para a amiga. Faria sozinha hoje.

Foi direto para o banheiro e trancou-se. Doeu tanto, no corpo e no coração, mas vai cicatrizar, como cicatrizam todas as feridas. Fica a marca por um tempo, depois some — um fio de sangue que corre pelo joelho da menina, uma trilha que nasce do nada e busca, pela gravidade, alcançar o chão. Uma gota-motriz dilata o fio vermelho e morre no meio da gaze que a mão aperta contra a pele, estancando a hemorragia. A água fria da torneira termina de lavar o resto, aquele tom avermelhado e difuso, a mancha que denuncia a mutilação, o flagelo autoimposto. Tatiana sabe que isso não está certo, mas não consegue parar de errar. A mãe chama Almoço pronto, tá morta aí dentro? Tatiana quis gritar , mas só disse Já vou. Não precisava de testemunhas na hora de lavar e expiar o que os outros consideravam pecado, tampouco precisava que mais uma vez, outra vez, a julgassem e lhe apontassem com o dedo. Seca as pernas com papel higiênico e puxa a saia para baixo, escondendo os sinais. Semana que vem, quando a marca de hoje já estiver velha, uma nova será feita, porque ela precisava de ajuda e, na hora da ajuda, ninguém aparecia. Só aparecia a Ju, tão gorda, tão vesga, tão infeliz como ela.

 




Tags:, ,

5 de julho de 2019 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/mbaggio/" title="Visualizar todas as postagens por Mario baggio" rel="author">Mario baggio Contos ajuda, mutilação, sangue

               
              
            
                

Deixe um comentário