Close

26 de outubro de 2015

Teleatendimento

telemarketing“… e digite 8 se o senhor decidiu se suicidar.

Para essa opção, solicitamos que não se precipite, tenha calma e ouça atentamente nossas sugestões. Se for possível, evite o tiro na cabeça, porque o resultado é desastroso: faz muito barulho e suja muito o local em que a ação é praticada.

Pular de alguma altura nem sempre é eficaz como solução final, e pode lhe trazer consequências indesejadas, como permanecer vivo e inválido para todo o sempre. Descarte esse método como primeira opção.

Não corte as veias para jazer numa poça de sangue como se fosse uma atriz de Hollywood. Isso é muito vulgar, e nem mesmo o senhor merece uma morte tão grotesca e banal.

Por sua simplicidade, facilidade de execução e economia de recursos, recomendamos a forca. Adquira, com a antecedência adequada, alguns metros de corda e cuide que haja no local um suporte no teto diretamente proporcional ao seu peso. Improvisar um patíbulo não apresenta complexidade alguma, podendo ser uma mesa, uma cadeira ou mesmo um banquinho. Não há horário definido para essa modalidade, que pode ser posta em prática a qualquer hora do dia ou da noite. Se o senhor decidir utilizar esse método ao ar livre, escolha uma árvore com galhos robustos para fazer as vezes do suporte anteriormente mencionado e, nesse caso, sugerimos que a execução seja no horário do pôr do sol, que dará à cena uma plasticidade inigualável. Vista-se de forma discreta e sóbria, lembre-se das fotos e da família. Recomendamos que não deixe, de forma alguma, bilhete, e-mail, WhatsApp, DVD ou CD de despedida, porque isso está completamente fora de moda. Entretanto, se, mesmo assim, o senhor desejar, crie sua última mensagem com muitas metáforas e palavras polissêmicas, de modo a converter sua morte num enigma, num jogo de adivinhações. Não seja previsível e delegue aos parentes o trabalho de encontrar os motivos de seu gesto. Uma vez finalizada a ação, permaneça imóvel, imóvel, imóvel. Não se mexa de forma alguma. Pense que qualquer movimento brusco que fizer irá acelerar a agonia, e o senhor não poderá gozar de forma apropriada desse momento único em sua vida. Gostaríamos de alertá-lo de que, quando perceber que se assemelha a uma ridícula marionete sem o manipulador, pode ser que o senhor se arrependa. Não se preocupe, isso é normal e humano. Desejamos sucesso em sua empreitada e agradecemos por utilizar nossos serviços.

Se quiser ser atendido por uma de nossas operadoras, tecle 9 ou então tecle 0 para voltar ao menu inicial.”

 




Tags:,

26 de outubro de 2015 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Contos suicídio, teleatendimento

               
              
            
                

Deixe um comentário