Close

19 de fevereiro de 2016

Um não sei quê

xadrezHoje amanheci com um não sei quê incômodo,

um desconforto na alma,

um aperto no coração,

um nó na garganta.

 

Meu coração, arrítmico, às vezes dispara,

e palpita sem razão aparente.

O que será esse não sei quê?

Será solidão? Será desilusão?

Algum desgosto, alguma desesperança, alguma dor oculta?

 

Talvez seja só o Tempo, esse Senhor tão bonito,

movimentando o xadrez do mundo

e murmurando em meu ouvido

que a minha peça é a seguinte.

 




Tags:,

19 de fevereiro de 2016 < a href="http://homemdepalavra.com.br/author/" title="Visualizar todas as postagens por " rel="author"> Poesia tempo, xadrez

              
            
  1.     
                        
              
            
                

Deixe um comentário