Close

31 de maio de 2021

O bom professor

Sou professor. Há quinze anos leciono na Escola de Ensino Fundamental Santa Helena. Ensinei para muitas crianças durante esse tempo. Acho que sou um bom professor. Eu acreditava nisso, até que chegou o Michelzinho. Não prestava atenção à aula, não aprendia nada, estava sempre distraído, não dava a menor importância ao que eu dizia, não desgrudava do celular. E não adiantava mandá-lo à diretoria ou aplicar-lhe algum castigo leve: nada surtia efeito para adequar seu comportamento. De vez em quando olhava pra mim, insolente, e sorria, desafiador. As demais crianças começaram a imitá-lo e em pouco tempo dar aula tornou-se tarefa quase impossível. Perdi a autoridade, o sono, o apetite, a vontade. Tinha calafrios e febre e suava em todo início de aula. Houve uma manhã em que cheguei ao limite: puxei o Michelzinho pela orelha, levei-o até o pátio e, diante de todos os alunos, pendurei o pirralho num dos galhos do ipê amarelo. Pelo pescoço. Para que todos aprendessem a lição de uma vez por todas.

 




Tags:, , , ,